PhantasyZoner


PhantasyZoner's YouTube Channel

Thiago "PhantasyZoner" Cruz


Quem sou eu: 
"Nosso tempo aqui na terra é um jogo que deve ser levado a sério, porque apenas quando ele termina nessa atitude que nossa verdadeira vida pode começar."

Há alguns anos me defino como escritor. Escrevo desde ficção até ensaios e artigos acadêmicos (tenho mestrado em psicologia sobre Phantasy Star). E, nesse meio do caminho, escrevo também poemas, letras de músicas e artigos em que tento melhorar o diálogo da área acadêmica com um público em que o saber realmente faça a diferença (como fiz com a coluna Academia Gamer que criei no Gagá Games).

Além da literatura, tenho outras duas paixões: a música e os games. Embora minha produção seja mais eficiente nas artes das letras, certamente despendo a maior parte do meu tempo com a música (principalmente como apreciador). Os games acabam sendo minhas viagens prediletas para descansar das rotinas e doideiras do nosso mundo contemporâneo: nossos avós jogavam bolinha de gude e eu jogo Sonic; mudam-se os jogos, mas não a experiência.

Para aqueles que me conhecem de outros lugares, já usei vários apelidos como "Sean" e "Senil" (além de outros ainda mais antigos). Eles mudam de acordo com o ambiente, mas ainda sou a mesma pessoa já que não tenho esquizofrenia ou múltiplas personalidades. Ainda.


- VGMs favoritas -
Como amante da música em geral, é difícil citar uma por uma as músicas de games que eu gosto e, por essa razão, gostaria de destacar aqui alguns compositores que acompanho sempre que posso:

• Yasunori Mitsuda (série Chrono, Xenogears e outros)
• Michiko Naruke (compositora da trilha de Wild Arms)
• Motoi Sakuraba (apenas o trabalho dele com a Camelot)
• Yuzo Koshiro (Streets of Rage, Ys e outros)
• Noriyuki Iwadare (Lunar, Langrisser, Grandia e outros)
• Ryuuji Sasai (Treasure of the Rudras)
• Hiroshi Kawaguchi (Space Harrier, OutRun, Sword of Vermillion e outros)
• Tokuhiko Uwabo e Izuho Numata (ambos da série Phantasy Star).

Todos esses que citei conseguem compor músicas que funcionam bem também fora do jogo e fora do lance todo da nostalgia: são bons compositores e não apenas "compositores de músicas para videogames".


- Influências musicais -
Aqui também poderia citar várias referências. As duas primeiras, sem dúvida, seriam: Petra e Oficina G3.

Ouvi-los apenas solidificou minha decisão de aprender a tocar bateria. Acho até que o Louie Weaver do Petra é minha maior referência baterística até hoje no que se refere ao modo e à razão de tocar. Algumas outras bandas que escuto e que certamente têm me influenciado (e outras que espero que me influenciem no futuro) são:

• Simple Minds
• Sixpence None the Richer
• Whitesnake
• Van Halen
• Stryper
• Katsbarnea
• Resgate
• Nirvana
• Megadeth
• Theocracy
• Yes
• Journey
• Extreme
• Audio Adrenaline
• The Seatbelts
• Edguy
• Rob Rock
• Guardian
• James
• Michael W. Smith
• Neal Morse
• Symphony X
• Narnia
• Myrath
• Mr. Big
• Racer X
• Skid Row
• Alice Cooper
• Information Society
• Tears for Fears
• Scorpions
• Michael Jackson e muitos outros mais que com certeza me esqueci agora.


Qual é a origem do seu apelido? Como e por que decidiu?
Bem, minha série favorita de videogames até hoje é Phantasy Star, mas queria algo menos específico assim e que demonstrasse em parte minha relação com a fantasia e com a Sega. Daí, resolvi brincar com o nome de outra franquia famosa da empresa: "Fantasy Zone". Acabei unindo minha série favorita e indicando minhas preferências de games em geral que, sem querer, acabam sendo da SEGA (ou lançamentos de outras empresas para seus consoles).


Qual foi seu primeiro instrumento? 
Bateria, que é o que toco até hoje (além de um pouco percussão popular e erudita, como bongôs e tímpanos).


Como foi sua entrada no mundo da música?
Acho que como muita gente: adolescente, queria formar uma banda com conhecidos. Talvez a diferença do geral seja que cantava no grupo de jovens da minha igreja e que já ouvia música o tempo todo em casa desde criança. Sempre foi algo que me chamou a atenção. A música faz tanta parte da minha vida que costumo brincar dizendo que gosto mais de música do que de videogames.


Por que toca VGMusic?
Porque as músicas são boas e muitas delas eu aprecio não apenas ouvi-las, mas também tocá-las. Era comum que eu pausasse alguns jogos para ficar ouvindo a música, ou que ficasse tentando tirar a linha de bateria enquanto esperava para tomar a decisão a respeito do que fazer em games de estratégia ou RPG em turnos.


Como começou sua jornada tocando VGMs?
Acho que como falei acima: ouvindo e tirando por conta própria algumas das linhas de bateria enquanto jogava mesmo.


Qual foi seu primeiro console?
O primeiro console que tivemos em casa foi um Atari 2600. Em seguida, um Master System, mas esses dois eram oficialmente do meu irmão mais velho (embora eu jogasse mais do que ele). O primeiro que foi comprado para mim de fato foi o Mega Drive.


Quais são seus games favoritos? 
Embora eu adore muitas e muitas séries e jogos individuais, costumo dizer que tenho três séries favoritas e que revisito com bastante frequência:

• Phantasy Star; a série Shining (que envolve a sub-série Shining Force, por exemplo) e Langrisser. Contudo, existem outros que admiro muito até hoje e que sempre volto a eles quando posso:

• OutRun
• Enduro Racer
• Daytona USA
• Sonic
• Ys
• Chrono (Trigger e Cross)
• Xenogears
• Master of Darkness
• Castlevania Bloodlines
• Space Harrier
• Fantasy Zone
• Wild Arms
• Treasure of the Rudras
• Burning Force
• Rolling Thunder 2 e muitos, muitos outros.


Um recado em nome da VGMasters:
O que eu mais quero como membro da VGMasters é levar às pessoas uma música de qualidade. As originais com seus variados chips de som já eram boas e acho que nós atribuimo-nos a tarefa de tornar essas faixas ainda mais vivas e envolventes do que eram originalmente.

A ideia é cativar as pessoas não pela nostalgia pura e simples (que é enganadora em muitos sentidos), mas pela qualidade mesma da composição original e da nossa execução com instrumentos "de verdade".


- Faça uma citação gamer -
"Welcome to the Fantasy Zone! Get ready!" (Space Harrier)





PhantasyZoner

Cidade: São Paulo - SP




2015  Dreamer Productions